Loading...

segunda-feira, 18 de julho de 2011

O Tempo para nosso coração!

Às veses gosto de escrever de improviso.
Somente levado pela emoção do momento.


Norteado pela inspiração e sem me preocupar muito com formato.
Sem atentar se vou escrever uma poesia, uma crônica, etc...simplesmente me solto, e vou escrevendo livrremente!


É um gostoso exercício criativo que me permito e me entrego.
Hoje, estava postando no Facebook alguns textos de vários autores diversos como Mário Quintana, Friedrich Nietzsche, William Shakespeare, etc...num grupo chamado "Leituras para o Coração", e percebi que incidentalmente, algo dentro de mim me direcionou a procurar textos que falasse de alguma forma sobre o tempo.
Sobre a forma que encaramos o tempo.
Sobre a noção que temos do tempo.
Postei até um vídeo de uma canção que entendo ser muito especial e significa muito para mim do Renato Russo e sua Legião Urbana, chamada Tempo Perdido.
Sua primeira estrofe é demais:


" Todos os dias quando acordo
Não tenho mais
O tempo que passou
Mas tenho muito tempo
Temos todo o tempo do mundo... "


De repente, diretamente no próprio espaço destinado a enviar mensagens no Facebook, escrevi este texto logo abaixo.
Senti vontade e escrevi de primeira, sem rascunho.
A única modificação do texto original que escrevi direto e já publiquei no espaço destinado para cá, foi o título que tinha usado como simplesmente "O Tempo", mas aqui, resolvi mudar para "O Tempo para o nosso coração.
Aí resolvi trazer o texto para cá, para meu Blog e dar uma nova dimensão, cores, nova vida a ele.
Quem não participa desse grupo e não leu o texto, aí está!
Espero sinceramente, que o tempo atue a nosso favor, e você consiga ler o texto!

Com calma!
Com tempo!
Devagar!
Com prazer!
Sem pressa!
Na paz!
Com o coração!


...


O Tempo para o nosso coração!


Ah o tempo, esse desconhecido!
Às vezes o amo
Às vezes o temo
Às vezes chego mesmo a me irritar com o tempo.
Ele nos confunde.


Pois na ansiedade de aproveitá-lo o máximo possível, é quando não vejo passar o tempo...e quando percebo, o tempo se foi!


Aí comecei a prestar atenção no tempo.
Me falaram que as coisas ruins passam devagar e as coisas boas passam rápido.
Ai cheguei à conclusão que isso é um engano tremendo e posso provar que a nossa noção de tempo, depende da nossas sensações, da nossa atenção e de onde nossa mente está focalizada.


Sabe aquele momento que você encontra uma pessoa muito especial e querida ?
Uma pessoa que você ama não com só com seu coração, com seu corpo, mas com a alma?
E saudoso a encontra?
E nesse encontro acontece aquele abraço?
Aquela fusão de almas gêmeas, uma simbiose de almas?


Aquele abraço apertado, acalentador, protetor, amoroso, saudoso...de modo que parece que sentirá o pulsar do coração da outra pessoa (na verdade a gente tem até a certeza que o outro vai sentir nosso coração batendo forte e rápido).
Esse é aquele momento rápido, prazeroso...mas que parece que o tempo não andou rápido!


Ou então, aquele primeiro beijo!
Ah, o primeiro beijo!
Tão esperado, desejado!


Depois de semanas, talvez meses de flertes, conversas e rodeios.


Depois de que duas almas tem a absoluta certeza que se querem , partem para aquele nervoso, inseguro, atabalhoado, desejado e delicioso beijo!

Onde nada mais importa!
Onde nada mais existe!
Onde quase que os corações pararam!
Aí sim, o mundo parou!
Até o tempo, esse desconhecido, parou!


- Mauricio Franchi -

3 comentários:

  1. Maurício, parabéns pelo texto dedicado ao tempo do coração...Val

    ResponderExcluir
  2. Adoreiiiiii. Como sempre, vc tem uma maneira muito linda e especial de contemplar as coisas de um jeito simples, como é de fato sentido pela pela maioria das pessoas. O Tempo, pode ser nosso amigo ou inimigo... e quando descobrimos isso, muito tempo já se passou. Mas, ainda bem que Deus ainda nos dá mais tempo, para tentarmos aproveitá-lo. Parabéns pelo blog, parabéns pelo texto, parabéns pela sensibilidade! Bjos querido!

    ResponderExcluir
  3. Muito interessante o texto!! Só faltou essa, de um nosso conhecido de longa data...rss


    Time, waits for nobody
    Time waits for no one
    We all must plan our hopes together
    Or we'll have no more future at all
    Because time waits for nobody...

    Beijos e parabéns pelo texto!

    ResponderExcluir