Loading...

sábado, 7 de janeiro de 2012

Você não fez mais que a obrigação!

Em primeiro lugar, desejo a você um Feliz Ano Novo!
Obrigado por continuar prestigiando o Blog de alguma forma!

...
Bom, vamos lá, pois o tema de hoje é bem sério!
E complexo!
Eu estava transitando tranquilamente pela internet outro dia...
Aí, entrei no meu perfil do facebook, estava lendo mensagens, postando, compartilhando, enfim, utilizando da forma peculiar, quando um "post", uma foto me chamou a atenção particularmente!
E me chamou de uma forma estranha... pois não me causou por exemplo, felicidade!
Me causou desconforto!
Não curti!
E minha cabeça, minha consciência viajou no tempo e espaço revendo situações, revivendo situações onde me vi da mesma forma relatada na foto, ou até de pessoas que percebi que viveram situações semelhantes.
Uns mais, outros menos, mas acredito que muita gente já foi atacada por essa "praga" emocional, A CRÍTICA!

Esse foi o "post" que mexeu comigo:


De repente, de improviso total, tive um impulso muito forte, uma inspiração e comecei a escrever sobre a situação ora apresentada!
Mas parecia que não era eu!
Mina alma se apoderou das minhas mãos e comecei a escrever, como se não fosse eu mesmo!
Sem pensar, sem raciocinar, sem analisar a construção do texto, sem me preocupar com a forma, etc... somente escrevia!
Livremente minha alma se expressava!
Ao terminar o texto, que fui lê-lo e entrar em contato com o que meu inconsciente ou subconsciente possa ter manifestado.
Segue então abaixo, o que escrevi (insisto, de uma forma mágica as palavras foram sendo escritas sem me dar conta!) sobre crítica, críticos, repressão, etc.
Espero que provoque em sua mente uma reflexão sobre o tema.
E espero que goste!



Sobre Críticas e Críticos

Atitudes extremamente cobradoras como essa acima exposta não incentivam as pessoas a serem vencedoras de forma alguma!
Ao contrário, as ensina a serem medrosas, inseguras, incapazes... e portanto pessoas perdedoras!


Durante décadas pais repressores (se entende por pais, tanto o pai como a mãe, ok?) trataram seus filhos assim (achando que aquilo é sadio!).
Sem entenderem qual é o limite dos filhos, sem saber reconhecer o esforço momentâneo, sem dar uma palavra de carinho, conforto e incentivo!
Palavras duras e críticas severas não fazem com que as pessoas sejam grandes, ao contrário, as diminui.
Criar os filhos sob o domínio da crítica, da repressão é igualmente prejudicial como criar um filho os espancando, pois os tornará medrosos, carentes e com medo de punições.
Crítica não eleva ninguém, ao contrário!
Na maioria das vezes a deprecia violentamente.
Leve uma crítica ou bronca em público... uma das coisas mais horríveis que pode nos acontecer!


Ninguém lida bem com isso!
Não é só questão de Ego, de falta de humildade... sempre é agressiva crítica na frente de outras pessoas!

"Eu gosto de gente capaz de me criticar construtivamente e de frente, mas sem me lastimar ou me ferir.
Gosto de gente que tem tato.
Gosto de gente que possui sentido de justiça.
A estes chamo de meus amigos. "

- Mario Benedetti -



E não raramente estes filhos de pais extremamente rigorosos crescem com problemas emocionais, tendo que procurar um psicólogo, um terapeuta, dependendo até do caso, um psiquiatra (pois tanta crítica e repressão pode levar à depressão...geralmente leva!), para se libertarem daquela voz que ecoa na nossas cabeças: " Não fez mais que a obrigação!"


É cientificamente provado (e funciona até com animais) que o elogio motiva e impulsiona mais do que a crítica!
E a crítica especificamente de nossos pais fica tão incrustrada na nossa mente, que nós mesmos passamos a nos cobrar dessa forma...


E isso definitivamente, é triste!
Triste, pois como dizem, "a boca fala do que o coração está transbordando", e uma pessoa que só vê falhas no mundo, só faz críticas, não sabe ver a beleza nas menores coisas, nos detalhes, não sabe coroar o esforço, não sabe ver e sentir o melhor de cada um... só vê um mundo perigoso e malvado, onde se não for "o perfeito", esmorece!
Agora pergunto: existe sere humano perfeito?
Com essas atitudes, os filhos se tornarão perfeitos?
Será que é isso que estes pais tem em mente, ao crucificarem tanto com palavras os filhos?
Só que esses pais esquecem e desprezam a criação de Deus ao meu ver, pois "Ele" nos fez assim e com aalgum propósito, principalmente o de evolução.
Então, estamos aqui para viver, aprender, evoluir... quem nos cobra perfeição, ao meu ver é insano!
E na verdade, eles sim, (os pais que se comportam assim!) tem um sério desvio de conduta e personalidade.
Eles deveriam se tratar... mas transferem aos seus filhos esse mundo amargo que eles vivem!
Tornando-os medrosos, cobradores consigo mesmos, incapazes de se perdoar (e de se amar...pois não há auto estima que subsista a uma situação onde ficam incessantemente dizendo que não somos bons o suficiente!), receosos de agir e errar!
O medo de errar é o legado de quem tem pais extremamente rigorosos!
E medo de errar, é medo de viver!

Mauricio Franchi



"Adoramos a perfeição, porque não a podemos ter; repugna-la-íamos, se a tivéssemos. O perfeito é desumano, porque o humano é imperfeito."

- Fernando Pessoa -

3 comentários:

  1. Meu grande amigo, nós crescemos em outra época, na qual nossos Pais, não sei os seus, mas os meus eram pessoas simples sem muita informação, e quando criticavam faziam de uma maneira que achavam que era a forma correta de educar.
    Insisto, em outra época, e nos dias de hoje? Eu pelo menos vejo, que os pais não são tão críticos assim, vejo pelo contrário, que faltam até um pouco mais de críticas, claro, não dessas críticas que mencionou, pois essas realmente destroem uma pessoa, não, mas críticas no sentido de crescimento intelectual, moral de seus filhos.
    Bom, essa é a minha opinião e da Carla (após a leitura do seu post, ficamos discutindo o assunto).
    Um grande abraço fraterno em seu coração...
    Ah, Vida Longa e Próspera.

    ResponderExcluir
  2. li o texto e achei um show, parabéns, concordo com você, só que você tem o dom de expressar em palavras e que pensamos (alguns de nós claro) Beijos fica com Deus - e que venham mais textos. Beijos.Emilia,

    ResponderExcluir
  3. Franchi!
    passei aqui, meu Irmão. Muito bom!
    Grande abraço!
    Kage

    ResponderExcluir