Loading...

sexta-feira, 3 de janeiro de 2014

Falando de uma sexualidade madura, de charme e sensualidade!



Para começar o ano, resolvi escrever sobre um assunto que considero importante.
Também é complexo, pois ainda temos em volta do tema toda uma aura de mitos, lendas, medos e tabus! Infelizmente!

Quero falar sobre uma sexualidade madura! 
Assumida! 
Responsável!
E inteligente!


A humanidade evoluiu muito em vários sentidos!
No quesito longevidade e saúde por exemplo.

Quando eu era criança, me lembro que víamos uma pessoa com 40 anos e as achávamos "velhas".

E isso mudou totalmente hoje!

Hoje podemos ver mulheres lindíssimas, charmosíssimas com 50, 60, 70 e até 80 anos! 
Olhem esses exemplos de mulheres maravilhosas, glamourosas, charmosas e sensuais: Helen Mirren e Mery Streep: 


Ou seja, não só mulheres jovens que são bonitas, charmosas e sexy!
Outra mudança bacana de paradigma é a inclusão pela mídia da mulher "cheinha", "plus-size", a popular “gordinha”, como exemplos de mulheres bonitas. 


Qual a mudança?

Ao meu ver, passamos a entender que o que faz uma mulher ser sexy, sensual, charmosa não é exatamente o "shape" dela, a forma exatamente!

Mudou o conceito!

Sim, pois podemos ter uma moça novinha, magra, mas sem graça! Sem charme! Nada sexy!


Por aí vemos a importância da maturidade nesse novo conceito!

Maturidade não quer dizer somente avanço na idade!

Há mulheres maduras com 18 anos!


Há mulheres com 60 anos que não são maduras!


Porque ainda carregam os medos, tabus de uma era antiga!

Ter maturidade sexual tem muito a ver também com se conhecer, e com coragem de se assumir o que é! 

O que se sente! 
O que gosta e o que não gosta!
Maturidade em entender que amor é uma coisa e sexo é outra!
E vice versa! Totalmente diferentes!
Podem até ser bons juntos! (claro que sim!)
Mas são independentes!
Se você liga exclusivamente o "sexo bom" ao amor, ao compromisso, desculpe, em algum momento da sua história você ainda não amadureceu para entender isso!

Eu me lembro de sair com meu filho em determinada época, num shopping center e percebi que nosso conceito de beleza e charme eram totalmente diversos!
Ele, todo magrinho, jovem, novinho, só achava bonita as moças bem jovens, magras, barriga negativa...
E eu achava estranho se eu via uma mulher mais velha que para mim era bonita e mostrava a ele, ele não conseguia ver essa beleza! Não via o charme!
Não conseguia perceber a sensualidade!
Por causa da barreira preconceituosa em relação à idade!
Ele não conseguia achar uma mulher de por exemplo 30 anos bonita!
Só as de 18 anos!
Me pergunto, será que ele (e muitos jovens com essa visão, com essa cabeça) não conseguem enxergar beleza, sedução, charme, sensualidade numa mulher mais madura?
Não conseguem, ou não querem?
Olhem essa mulher, Rachel Welch! 
Atriz, fez muito sucesso nos anos 70, foi Bond Girl e hoje está com 73 anos!
É ou não uma mulher linda? Charmosa? Sensual? Ainda!!!!!!!



Portanto, se você, seja homem ou mulher, se apega a modelos, sinto muito, possivelmente pode perder de viver lindas situações! 

Deixará de conhecer ou até de se envolver com pessoas cultas, inteligentes, sensíveis, charmosas, sexy, maduras sexualmente, intensas sexualmente, por preconceito!

Por acreditar que beleza se prende a um só conceito!

Há homens maduros jovens e homens mais velhos imaturos!

Há mulheres maduras jovens e mulheres mais velhas imaturas!

Charme e sensualidade não estão exatamente na beleza! Nem na forma!
Aliás, quem dita o que é ou não bonito?
Não tem a máxima? "Quem ama o feio, bonito lhe parece!"
A mulher quando é sexy, charmosa, sensual é assim seja saindo do banho, seja lavando a louça, seja lavando a calçada!
Pois isso está na alma, não no corpo!
Uma mulher pode se arrumar para uma festa, se maquiar, produzir toda e ser totalmente sem graça! Sem charme!

Se você escolhe demais em função de uma forma física, de beleza, de idade, etc, etc...pode estar se furtando de ter experiências ótimas, intensas, profundas e sensíveis!

Pois cada pessoa é diferente!

Cada uma tem sua beleza, seu charme!

E mais, precisa acreditar nessa beleza!


A mulher linda que não acredita na beleza dela, que se acha gorda, a mulher que não se sente bem consigo mesma, o que acontece? Pode não relaxar, pode não se permitir ser desejada, nem sentir prazer!
Com vergonha, medo de si, medo de ser reprovada!

Desse jeito, a mulher pode até adquirir bloqueios, medos, fobias... e não se permitir sentir prazer!

É um assunto sério!

Portanto as mulheres principalmente precisam deixar de ser tão cobradoras com elas mesmas!

De serem cruéis em relação elas mesmas!

Homem de verdade nem liga se tem estrias, se tem celulite, se tem seio caído... não é isso que faz a mulher deixar de ser sexy, sensual, charmosa!

Ademais, que mulher não tem estrias, celulite?
Até modelos magras tem!
Charme e sensualidade são coisas de pele, da alma!
Está na coragem de ousar, de sentir, de se libertar de modelos! Na coragem de ser!
Isso é ser maduro sexualmente!
Saber do seu verdadeiro poder, do seu "sex appeal", sem ligar para opinião alheia!
Desejo que todos se permitam experimentar com maturidade sua sexualidade e que descubram que charme e sensualidade estão muito mais na atitude do que na forma física!
A beleza é importante, mas está nos olhos de quem a vê, a sente!
Viva a sensualidade e a sexualidade madura e responsável!
Abaixo o preconceito!

Descubra outros padrões de beleza!

Descubra a sua beleza (e acredite nela).

Se permita se sentir bonito ou bonita!

Que possamos nos livrar dessa "tirania" imposta por uma certa mídia (mormente a da moda, fitness, etc) de que só pessoas magras são bonitas!

E sadias!

E felizes!
Será?????


Nos vendem um padrão de beleza que não é real!
Que não é acessível à mulher normal, à dona de casa, à mulher que não pode passar o dia inteiro malhando na academia, indo a "Spas", tratamentos diversos de belezas, lipos, etc, etc.
Essa beleza estereotipada, que faz com que as atrizes hoje tenham a mesma cara, com aquele "beiço" de pato (por causa dos botox) de narizinho fino e empinado tipo Michael Jackson, de pernas e bundas masculinizadas (ou por excesso de treino, hormônios ou implantes...ou tudo junto).
Essa é a beleza???
Ou a beleza de modelos de passarelas anoréxicas (que antes do desfile vomitam as tripas? Para se manter no peso?)
Não...prefiro a mulher real!
Acessível!
Verdadeira!
E que é madura e assumida na sua sexualidade!
Que sabe conquistar seu homem pela sua sensibilidade, inteligência, charme, e sensualidade!
Essa mulher real, verdadeira, assumida, é aquela que se libertou dos grilhões dessa ditadura cruel das revistas, da tv e do cinema!
Essa mulher real, que admiro!

- Mauricio Franchi -