Loading...

quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015

Mensagem de Amor

Eu estava com vontade de postar algo em meu Blog. 
Estava com saudade de escrever. 
E muitos temas eclodiam em minha cabeça!
Por onde começar?
Sobre o que discorrer?
Contar uma história? Um conto?
Uma crônica polêmica?
Uma crônica bem humorada!
Um apelo ecológico?
O que escrever?
Que seja algo da minha essência, da minha alma!
Então resolvi publicar uma poesia!
Sim, uma poesia!
E mais, uma poesia de amor!
De apaixonado!
Declaração de amor.
Afinal de contas, o mundo anda precisando muito de amor!
Não só amor romântico, amor sensual, amor paixão ou amor carnal!
Amor que tolera, que aceita, que entende e respeita!
Amor que quer bem, que deseja paz!
Amor que incentiva, que torce e vibra!
Amor que defende e protege!
Amor que aceita a diferença de opinião, de time, política, de cor, credo, religião, raça e sexo!
Amor que não concorda, mas respeita!
Amor que quer por perto, mas liberta!
Amor que ama...
porque amar não tem explicação!

- Mauricio Franchi



Queria aqui deixar uma mensagem
Que fosse uma brisa fresca a te tocar
Como se fosse um som leve ao seu ouvido
E que fosse como um carinho leve e delicado
Em todo seu cabelo e no seu rosto acanhado.

Queria que essas palavras te envolvessem

Como um abraço fraterno
Queria palavras que mexessem com você
Te provocando sutilmente
Como se delineasse o seu decote com os dedos.

Queria que o que eu te falasse

Te tocasse como um carinho
Um beijo roubado, um selinho
Uma mensagem que te abordasse
Como se o mar atingisse seus pés no caminho!

E você sentiria então

Mesmo que de forma delicada
A força e a intensidade do mar
Como a de minhas palavras
Na tua essência tocar!

Queria te escrever uma poesia
Ou compor uma canção
Ou escrever uma história ou um conto
Onde você seria a heroína! Não, a Rainha!
Não, seria a donzela indefesa esperando seu
cavalheiro herói e protetor!

A te salvar e te tomar em meus braços
Ou uma canção para em dueto interpretarmos
Olhando nos olhos do outro, ou de mãos dadas
Queria que as palavras fossem doces e sutis
Leves, delicadas e sensuais!

Queria te escrever palavras 
Que fossem exatamente 
A expressão de meus sentimentos
Que relatassem minhas emoções
Meus desejos e aspirações .

Queria que minhas palavras te iluminassem
Com o sorriso mais lindo no rosto
Como a lua cheia brilhando em noite fresca
Que minhas palavras te aquecessem
Como o sol numa manhã de outono!

Queria que minhas palavras te excitassem
Te provocassem
Te desafiassem
A correr para meus braços e neles se aninhar
Se entregar e se aconchegar!

Queria escolher palavras mágicas
Que fizessem sua boca 
Me procurar, me desejar
E como mágica no ar
Agora poder me beijar

Eu queria no tempo viajar
Descobrir e confirmar
Aquilo que já existe em nosso sonhar
Que sim, já estivemos a nos amar
Com a intensidade das ondas do mar!

Assim como agora, nossos corações a amar
Nessa viagem mágica interestelar
No tempo e espaço limiar
E agora poder constatar
Que ontem, hoje e sempre, irei te amar! 

Não, não é preciso mais voltar
Ao passado confirmar
Aquilo que já é traçado
Que por ti já fui amado
Essa sensação nunca vai passar!

Pois minha alma agora a brilhar
E meu coração a pulsar
Com a certeza e a força do seu olhar
Mais sua doce voz a soar
Tudo isso, faz-me te amar

Acredito que achei exatamente
As palavras que tocarão sua mente
Coração e farão sua alma vibrar
Eu brado: EU TE AMO!
A quem quiser escutar!

E me fecho em silêncio solenemente
Fecho os olhos sem palavras a soar
Minha alma, coração e mente
Novamente a te esperar
Para mais uma vez, poder te amar!

- Mauricio Franchi - 

Em tempo.
Alguém pode me perguntar, para quem escreveu isso?
O artista, NUNCA revelará sua musa inspiradora!
ELA, sabe!
Se existir, ela sabe!
E nem sempre o poeta escreve por estar vivendo!
Pelo menos naquele momento!
Pois o poeta de amor, ama o tempo todo!
Então essa poesia pode ser para um amor de ontem, de hoje ou de sempre!
Com certeza para um amor!
Só se fala de amor, sentindo!
Vivenciando!
Ou no mínimo, desejando que esse amor, cantado em verso e prosa, seja real!

- Mauricio Franchi -