Loading...

terça-feira, 28 de março de 2017

Estudando o amor !



Um mestre me disse uma vez (ele sempre fala) que a maioria das pessoas ama, gosta, adora, aceita aquela pessoa que diz sim! 
Quem faz tudo pelo outro!
Ele dizia: experimente, fale não!
Deixe de aceitar fazer coisas! 
Aí verá se ela te ama (a outra pessoa!).
(Aliás, diga de passagem como é difícil dizer não para muitos de nós... ter a coragem de dizer não! E abrir mão dessa aceitação !! Desse conforto de dizer sim e agradar, não é ? Difícil...)



Realmente temos muito o que aprender sobre amor, sobre amor incondicional... por enquanto, na nossa evolução, o “amor” é uma troca!
Os relacionamentos se mostram como uma troca! 
Um negócio! 
Você me dá, faz coisas para mim...e eu retribuo!




Que pelo menos as trocas sejam justas: você dá carinho, respeito, atenção, amor, prazer... e recebe de volta!
Agora quando nem reciprocidade se tem, quando não há contrapartida, fica difícil nós humanos, egoístas, orgulhosos, aceitarmos... pois somos mimados! 
Somos exigentes.



Então amar "apesar de" é mais que desafio!
É quase uma utopia para a humanidade, no nosso atual momento de evolução!
Talvez o amor aqui na terra mais próximo do perfeito seja o "amor de mãe".



Que muitas vezes realmente ama "apesar de"! 
Incondicionalmente!
Pegue por exemplo uma mãe de uma criança especial ou com síndrome de Down, por exemplo! 
Talvez seja mesmo o amor mais evoluído que existe no planeta!
Ama "apesar de qualquer coisa" o seu filho!
Mas veja, mãe é ser humano!
E como é humana, sonha com retribuição, ou gratidão... (mesmo que inconscientemente espera reconhecimento!) e por vezes até se faz de mártir, reclama a falta de reconhecimento!
Mas nem essa falta de reconhecimento não a faz deixar de amar! Ela reclama, mas ama!
Se faz até de vítima (para manipular, dominar, ter reconhecimento e gratidão, que a obedeçam, que faça do jeito que ela quer...), mas ama!
Incondicionalmente (quase!).
“Amor de mãe” talvez seja o mais perfeito amor que se acha na terra. Ou um dos mais...


Talvez seja por isso que nos relacionamentos o "homem" procura a mãe na sua mulher, nas suas mulheres! 
Porque a imagem de "mãe" associada à mulher é muito forte! (me lembrei de Freud, com seu "Édipo").
A esse sentimento de aconchego, de abastecimento, de suprir suas necessidades (até sua fome... fome de viver, fome sexual, fome emocional... vê na mãe o suprimento de todas as suas carências!).
E é esse amor que ele busca, que ele precisa!
O amor de quem vem para suprir suas carências!


Mas egoísta (e mal acostumado com a mãe) ele quer para ele esse amor, mas muitas vezes não está disposto a dar esse amor!
Provavelmente por não ter aprendido a dar esse amor!
Só aprendeu a receber!
Pode não ser culpa dele!
Sim, o amor é a energia motriz do universo! 
Mas ainda não é algo que tenhamos entendido muito! 
Que tenhamos experienciado! Aprendido!
Ainda queremos muito receber....sem dar ou dando pouco!
Talvez o maior desafio não seja amar apesar de, e sim amar, dar sem se preocupar em receber!


Isso sim é um amor elevado! Maduro! Diria até espiritual!
Estamos preparados para dar sem nos preocupar em receber?
Em fazer algo sem esperar contrapartida? 
Um retorno? Reconhecimento? 
Ou até culpa? (para a pessoa fazer algo por nós por culpa? não por vontade? Entrando no esquema de manipulação? Sim, porque só há a manipulação se existe manipulador e manipulado!).
Será esse amor desinteressado utópico? Será mesmo que existe fraternidade? Altruísmo? Será? Ou a peculiaridade mesmo dos relacionamentos humanos é a troca?
Aí a gente estuda, analisa...se é uma troca, então me sinto bem com (porque me agrada), gosto  (porque faz as coisas do meu jeito), adoro (porque até aprendeu a gostar das minhas coisas), me faz bem (porque não confronta meu ego e não me diz não!)... mas será que amo? De verdade?
Apesar de? Será que amo? Será que amei um dia?
Talvez amar não seja a utopia!


Talvez não seja impossível e desafiador!
Talvez dar sem se preocupar em receber o seja!
Talvez o desafiador seja confrontar nosso ego dominador, nosso orgulho limitante e ameaçador.
Talvez tenhamos entendido tudo errado na frase: “amar ao próximo, como a si mesmo”, pois para amar o próximo, precisamos nos amar primeiro!
E se nos amamos, se somos completos, não somos a “metade” do outro!
Não complementamos o outro!
Não suprimos o outro!
Não queremos suprir as carências do outro, para que ele supra as nossas!


Que a gente então se resolva!
Esteja inteiro!
Se amando!
Se aceitando!
Para amar o outro!
Amando apesar do não, do mau humor, das dificuldades e limitações!
Amar apesar de... e amar simplesmente por amar!
Talvez essa seja a chave da evolução (e o motivo) de nossa estada no planeta: APRENDER A AMAR DE VERDADE!
Nós chegaremos lá...

- Mauricio Veeresh Das -




sábado, 18 de março de 2017

O grande engano no espiritualismo!




Você é espiritualista?
Se julga elevado ou elevada?
Iluminado ou iluminada?
Evoluído/a?
É humanista??
Defensor da vida??
Pacifista também?
ok...
E o que você faz para chegar nesse nível de consciência? De iluminação? De evolução?
Pratica meditação? Faz yôga? É vegetariano/vegano? Frequenta uma religião, seita ou filosofia espiritual, mística?
Faz cursos de auto-conhecimento?
Segue um guru?
Toma o chá Ayahuasca?
Frequenta e/ou participa de rituais místicos?
Não, só por isso não te considero evoluído! Um "Iluminado"!
Fácil estar em paz refugiado na montanha, no silêncio do templo, na meditação silenciosa!
Aí é fácil demais falar que está em paz!
Aí não vale!
Porque QUALQUER um faz isso!

Agora quero ver você subir numa viatura de ROTA e tomar rajadas de fuzil/metralhadora e se manter em paz! Inerte! Sereno!
Em harmonia!
Só observando!
Só analisando!
Aí deixa os bandidos irem embora na paz... porque os compreende! São humanos! Merecem respeito!
Quero ver!
Quero ver ter sua irmã estuprada, seu pai assassinado friamente por 10 reais, sua mãe violentada e depois decapitada para roubarem uma TV na sua casa, roubarem seu carro, atearem fogo na sua casa e você se manter em paz!
Zen!
Na boa!
Entender e perdoar os criminosos!
Afinal eles são humanos!
São dignos de respeito!
E Deus os ama e os fez assim!
Quero ver você que é mãe, não virar uma LEOA se alguém machucar seus filhos!!
Ou se alguém matar seus filhos, você vai ficar em paz?!?
E entender que a vida é assim?
Se já esteve numa posição dessa, de guerra, de extrema violência e não ficou nervoso...
Se foi assaltado e não ficou nervoso com a violência do bandido...ok!
Aí sim você é um ser evoluído, iluminado!
No nível de Gandhi, de Jesus Cristo, de Buda!
Se te aconteceu isso e esteve em paz, você é um Buda!
Do contrário, você somente é um caminhante, um buscador, ou até um pseudo-espiritualista com ego (e pretensões) enormes!
Se no meio da guerra, se manteve em paz, te saúdo!
Me ajoelho perante ti, e quero ouvir seus conselhos!
Quero te seguir!
Quero te ouvir!
Do contrário, está praticando algo que nada te a ver com a evolução espiritual: HIPOCRISIA!
Diz que é espiritualista, mas julga e condena!
Acha que sua linha espiritual é a melhor!
Ou a certa!
Não!
Não é um ser espiritual!
Está usando a máscara do ser espiritual e bonzinho!
Que entende todos!
Que aceita todos!
Quero ver sua paz na crise!
Na guerra!
Na violência!
Perdoar e entender quem fez mal aos outros é fácil!
Quero ver perdoar, entender quem te fez muito mal!
Quem foi muito violento contigo!
Você age assim?
Consegue?
Consegue parar de julgar?
Não consegue nem deixar de criticar os outros...como vai entender e aceitar quem te fez mal, hipócrita!!!!

Mauricio "Veeresh Das" 

quarta-feira, 8 de março de 2017

Homenagem ao Dia das Mulheres

Minha homenagem a todas as mulheres pelo Dia Internacional da Mulher





ãe, mulher, amiga, parceira, "a matre", (não é à toa que chamam este lindo planeta de "Mãe Terra", pois é onde a vida é gerada!) ... estas são sem dúvida






mas das qualidades e adjetivos que mais adoramos te chamar, MULHER! 

E reside aí toda sua importância no nosso Universo! Na complexa dualidade da existência, tu és sim, o nosso complemento! O polo gerador!






hes designar, lhes chamar e elogiar com toda a chama da paixão, da eloquência que vocês merecem, afinal todos os elogios, adjetivos e predicativos cabem numa só palavra:




onra! Pois sem dúvida, é uma honra ser chamada de Mulher! Ser Mulher! Se sentir Mulher! Na arte, na emoção e na loucura insana que é ser Mulher.







ssência feminina complexa, intensa, passional, doce, meiga, forte, corajosa, protetora e territorial!

Simples como o Universo!
E complexa como uma lágrima!



econhecidamente nada frágil!
Não confundir sutileza, refinamento, beleza, harmonia, delicadeza, com fragilidade!
Vocês sim, são o sexo forte!
De verdade!




A vocês mulheres meu reconhecimento, minha humilde homenagem, não pelo dia de hoje, pelo Dia Internacional das Mulheres, mas por todos os dias do ano, pois merecem!

De verdade!
Vocês são literalmente umas heroínas!
Ninguém na face da Terra, a não ser vocês MULHERES, tem o poder divino, o condão de fazer tanta coisa ao mesmo tempo (e com amor, dedicação, capricho!) como vocês!




Como disse acima, cabe a vocês inicialmente a tarefa de gerar, criar uma vida!

E por si só a tarefa não é fácil além de abençoada, claro!


Após o parto, a bênção da amamentação!

Após isso, da criação propriamente dita, de cuidar emocionalmente, psicologicamente... que bem sabemos, que nunca mais acaba essa preocupação...pois ser mãe é para sempre!
E mais...essa tarefa se multiplica, triplica, quadruplica... tendo outros filhos, tendo marido, parceiro, etc...sendo avós...
Olha...não é fácil não!!!
E com profissão ainda!!! Trabalhando fora...só vocês mesmo!
Só sendo...MULHER!!!!
Complicada como uma lágrima, e simples como o Universo!


Tem que ter muita estrutura, muita força, muita garra, muita força emocional para ser mulher!

Nós homens é que somos muito injustos com vocês de uma forma geral...
Então, de uma forma carinhosa quero que saibam mulheres, que nós é que somos frágeis e limitados, não temos a força moral que vocês! 
Parabéns pelo Dia Internacional da Mulher!
A todas as grande mulheres do mundo, sejam as amigas, as  conhecidas, as anônimas, colegas de serviço, do facebook, as da minha família, etc...não importa!
PARABÉNS PELO SEU SEU DIA!!!
MERECIDO!
MUITO MAIS QUE MERECIDO!
Que despertem, cada vez mais!
Que invoquem e assuma o "Sagrado Feminino" existente entre vocês!
Entre em contato, mulher, com esse Sagrado!
Pois através disso, perceberá sua força, sua importância, a motivação da sua existência e mais ainda, se sentirá confirmada nessa condição, nessa bênção que é ser mulher!
Descubra através da dança, da arte, da espiritualidade, de ofício, se descubra!
Se aceite!
Se ame!
Aceite e acolha essa condição, que na verdade não tem nada, absolutamente nada, de frágil!
E eu me curvo diante de vocês, rainhas!!!
Amamos vocês!
E não vivemos sem vocês!
Salve o Sagrado Feminino, em todos nós!
Pois nós homens precisamos nos harmonizar com essa energia para compreendê-las, amá-las na plenitude (não só fisicamente, sexualmente) e mais que tudo, respeitá-las!
Salve as mulheres não só hoje!
Porque merecem esse louvor, esse reconhecimento  (e respeito) nos 365 dias do ano!
E se lembre "MULHER", sua força está no feminino!
Para conquistar igualdade em vários níveis com o homem, não precisa ser rude, "macho igual", cuspir no chão, querer mijar de pé, pegar todos, beijar todos, coçar o saco, ser cretina, arrogante, tosca, etc...enfim, fazer tudo de reprovável que o homem faz para se igualar!
Aprendam, vocês NUNCA vão se igualar!
Por que são dois seres diferentes!
E mais, vocês estão num patamar elevado de evolução e se igualar, é se rebaixar!
Portanto mulher, não se rebaixe!
Não se suje!
Não quera ser "homem" para ter os mesmos direitos"
Por que isso não resolve!
Será que uma Executiva tem que ser "Mão de Ferro" para ser respeitada sempre? Chega disso...
E se respeitem, mulheres!
Vocês são muito críticas com vocês mesmas e com as outras mulheres!
O poder está totalmente na mão de vocês!
E todas vez que venceram, foi pela força moral e emocional e não pela força física!
Essa é sua beleza!
Essa sensibilidade, essa feminilidade que te faz especial!
Muito especial!



- MAURICIO "VEEERESH DAS" FRANCHI -