Loading...

quinta-feira, 9 de fevereiro de 2017

ABANDONO



Um dia VOCÊ chegou 
De repente, do nada.
Chegou bem de mansinho
Chegou sorrateiro
Para eu não perceber a sua verdadeira intenção.
Naquele momento EU realmente não percebia 
Não sei se falta de malícia, vivência e maturidade
A intenção daquela pessoa que cruzou meu caminho!


EU não me conhecia, 
Não me amava e precisava de carinho.
Não entendia, não observava como sua palavra seduzia.
VOCÊ me acalmava, fortalecia
E também me envaidecia.
Mas na verdade, VOCÊ me enganava!
Provocando uma ilusão de que uma amizade iniciava
Que ali havia união, amizade, amor de verdade!


E de repente VOCÊ tomou um lugar dentro de mim!
De onde EU deveria estar!
EU deveria estar no comando e me respeitando!
Quando pude acordar desse devaneio
Minha mente pôs-se a clarear
Porque VOCÊ disse a que veio.
Pois é bem realidade que nem tudo são flores.
Percebi que em vez de amizade, trouxe-me muito mais dores.


E assim EU percebia
Que disso VOCÊ precisava.
Como num passatempo
Você anulava-me e me rebaixava.
Não me trazia alegria
O que falava magoava,
E provocava desalento
E comigo não se importava.


Para VOCÊ somente valia
A sua opinião
Suas coisas, a sua questão.
Você não mais me ouvia
Nem me chamava de irmão.
Pois foi nesse mar revolto de abandono
Com água muito fria
Que eu acordei do sonho então.


Mas mais do que perceber
O abismo onde me encontrava
O melhor de tudo 
Foi então que percebi
Que VOCÊ não fora o culpado!
De jeito nenhum!
Pois agora percebo
Quem foi o responsável!

EU e somente EU
Permiti-me viver esta fantasia.
Para minha surpresa
E até ironia
Vi que não era vítima
E sim o culpado.
De ter permitido
Você ao meu lado!


Então agora sinto tranquilamente
Que VOCÊ está perdoado, 
E que não fora o culpado.
Somente falou, quando EU não me impunha
Tomou lugar de onde EU deveria estar
Ofereceu-me amor, carinho e amizade
Que EU mesmo podia me dar
Porém, EU não sabia!

Agora EU sei que só acharei que preciso
De alguém para me completar
Se eu não estiver e me sentir inteiro!
Se estiver seguro, tranquilo
E por mim mesmo amado
Minha auto-estima valorizada
Não terei essa carência
E não me submeterei a quem não me mereça!


Hoje o desejo é compartilhar
Trocar, contribuir e também aprender.
Não tentar doar mais do que consigo
E principalmente a quem não merece!
Para merecer se relacionar comigo
Basta simplesmente querer trocar!
Estou aprendendo a maior e mais difícil lição da minha vida
Dizer não, a quem quiser só quiser usar.


Quem não quer doar e somente sugar
Não é mais benvindo, pode crer!
Quem der de coração o que possa oferecer
Terá minha gratidão, amizade e bem querer!
Pois não será mais permitido por mim, querer ofender
Pois percebi agora me conhecendo
Que estar comigo, eu mesmo me amando, perdoando, caindo e levantando...
É o que de melhor pode acontecer!

Mauricio "Veeresh Das" Franchi