Loading...

quarta-feira, 25 de dezembro de 2013

Boas Festas! Feliz Natal, Feliz Ano Novo!



Como não poderia deixar de ser, mais uma vez venho aqui registrar a minha Mensagem de Final de Ano!
Mensagem que dedico, ofereço de coração a todos os amigos (virtuais e físicos), e a todos que de alguma forma me acompanham no meu Blog.
Minha mensagem não tem cunho religioso, de forma alguma!
Ainda mais porque não tenho religião oficial!
Não sou Ateu, mas não tenho religião!
O que absolutamente não impede de expressar e viver uma espiritualidade.
Então, como disse, não venho aqui desejar Feliz natal e Feliz Ano Novo, pelo "significado" dessa data. Principalmente o significado religioso da data.
Afinal, cada um tem sua fé (ou não!) tem o Deus do seu coração, o Deus da sua compreensão!
Então que minha mensagem seja comum a todas as religiões!




Pois então, independente do aspecto religioso inerente das "Festas de Fim de Ano", que seja a oportunidade de estar reunido com amigos especiais, com familiares.
Esse momento também é de reflexão...pois afinal de contas é um ano que se encerra, então todos acabam refletindo sobre o que passou, e sobre o que desejam na nova fase que se inicia!
Então como mensagem, para essa reflexão, posto aqui uma parte do discurso de Nelson Mandela. na sua posse:



"Nosso maior medo não é sermos inadequados.
Nosso maior medo é não saber que somos poderosos, além do que podemos imaginar.
É a nossa "Luz", não nossa escuridão que mais nos assusta!
Nós nos perguntamos: "Quem sou eu, para ser brilhante, lindo, talentoso, fabuloso?
Na verdade, quem é você para não ser? Você é um filho de Deus!
Você, pensando pequeno, não ajuda o mundo!
Não há nenhuma bondade em você se diminuir, recuar para que os outros não se sintam inseguros ao seu redor.
Todos nós fomos feitos para brilhar, como as crianças brilham! Nós nascemos para manifestar a glória de Deus dentro de nós! Isso não ocorre somente em algum de nós, mas em todos!
Enquanto permitirmos que nossa luz brilhe, nós inconscientemente, damos permissão a outros para fazerem o mesmo!
Quando nós nos libertamos do nosso próprio medo, nossa presença automaticamente libertará a dos outros!
- Nelson Mandela - 





Se eu pudesse deixar algum presente à você, deixaria aceso o sentimento de amar a vida dos seres humanos. A consciência de aprender tudo o que foi ensinado pelo tempo a fora. Lembraria os erros que foram cometidos para que não mais se repetissem. A capacidade de escolher novos rumos. Deixaria para você, se pudesse, o respeito aquilo que é indispensável. Além do pão, o trabalho. Além do trabalho, a ação. E, quando tudo mais faltasse, um segredo: o de buscar no interior de si mesmo a resposta e a força para encontrar a saída
Mahatma Gandhi

E dentro dessas reflexões, quero desejar a todos vocês de coração muita saúde (física, mental, emocional e espiritual)



Muita esperança em momentos ainda melhores, de vitórias, de alegria, saúde e prosperidade!



Muito amor em todas as formas, intensidades, modalidades...




Muita Paz...que seja efetivamente uma "Paz Profunda!"




Que não perca sua fé! Fé na vida, fé no processo Cósmico, fé no Deus do seu coração, no Deus da sua compreensão! Fé em você mesmo! 
Que de alguma forma, você tenha algum tipo de fé!



Desejo a todos, portanto, um Feliz Natal e um Ano Novo maravilhoso!

 - Mauricio Franchi -


Aqui deixo uma linda canção de Natal da banda The Monkees!



quarta-feira, 4 de dezembro de 2013

Uma Crônica de Amor (Só se ama uma vez na vida?)


Acho realmente interessante como as pessoas adotam certas frases, fatos, contextos como verdades, sem questionar se aquilo vale para ela.
E as tornam verdades eternas! 
Inexoráveis! 
Irrefutáveis!
Talvez até seja para ela, até aí, tudo bem!
Talvez uma verdade funcione para muita gente!
Agora afirmar que algo "é assim" e pronto! Que funciona para todo mundo? 
Que não muda nunca... aí é complexo demais!
Pois certas pessoas podem ter experiências, vivências totalmente diferentes entre si.
Por exemplo, existe uma máxima por aí que se fala muito:
"- SÓ SE AMA UMA VEZ NA VIDA!"


Será que só se ama uma vez na vida?
Acho essa afirmação um absurdo, um "non sense" total.
Pode servir para alguém, com certeza!
Mas afirmar que serve para todos, é pretensioso!
Por exemplo, eu me lembro que me apaixonei na mais tenra idade!
E não me venha falar que não era amor!
Era um amor violento sim! 
Intenso e profundo!
Claro, que devido à minha tenra idade, era um amor inocente!
Até hoje não me esqueço desse amor. 
Seja por nostalgia daqueles momentos "puros e inocentes". 
Seja pelo que me fazia feliz àquela época!
Não, não esqueço nunca na verdade desse primeiro amor!
Amei muito! 
Desesperadamente! 
Chorei! Ri! Me emocionei!
Aí, em determinado momento, outra entrou na minha vida!
E praticamente não só substituiu a anterior, como tomou posse de mim!
Como eu era um pouco mais maduro que na vez anterior, estava aberto e preparado a ter um amor mais desenvolvido do que aquele primeiro!
E durante muitos anos, quem me conheceu, sabia desse meu amor intenso!
Pois eu falava nela pelos quatro cantos do mundo!
Fazia questão de dizer o quanto a amava, o quanto ela me fazia bem.
Todo dia com ela! O tempo todo!
Ah... como a amei!
E praticamente, esqueci o primeiro amor!
Confesso que de vez em quando até lembrava...com carinho, nostalgia...mas o amor que tomara meu coração de assalto não deixava quase espaço para outras.
Só por esse depoimento, provo que se pode amar mais de uma vez, sim!
E também acredito que possa se amar duas, três ou mais ao mesmo tempo!
De formas diferentes e intensidades diferentes.
Mas sim pode se amar mais vezes!
E ao mesmo tempo também!
Sim senhor! Sim senhora!
Esse amor que eu me referi até agora, eu imaginava que seria para sempre, tamanha a dimensão que ela tomou em minha vida!
Mas quando menos esperava, conheci outra que abalou minhas estruturas.
Pois tudo que eu conhecia de amor foi posto à prova!
Esse amor me desafiava, me encantava...mexia definitivamente comigo!
Muita gente que me conhecia, que me conheceu falavam que meu amor era lindo, para sempre!
Mas conheci outra... e agora? 
Essa nova me provocou algo tão intenso e repentino, a tal ponto de por em "xeque" meu amor pela anterior!
E se não bastasse, através dessa, conheci outra ainda... e me apaixonei perdidamente pelas duas, ao mesmo tempo!
Eu que nunca imaginaria que aquele amor poderoso que eu tinha pudesse acabar, acabei me apaixonando praticamente por duas outras.
Como disse, acredito que se pode amar mais de uma vez!
Com intensidade, profundidade, comprometimento!
Pois eu amei!
Aqui contei quatro amores da minha vida!
Quatro amores que me representam, que me marcaram.
Para todo mundo que me conhece, uma hora ou outra, conto sobre amores que vivi desde minha infância!
Primeiro me apaixonei pela banda The Monkees, na mais tenra infância.


Depois me apaixonei pelo Queen, que superou meu amor pelos Monkees... um amor que durou por muitos anos!


Aí conheci a banda Savatage! Paixão à primeira audição!


E por causa do Savatage, conheci a banda Circle II Circle.


Que no mínimo, no pior das hipóteses, empatam com meu amor pelo Queen.
Empata com uma tendência enorme de ganhar! 
De ser um amor maior!
Vocês estavam achando que eu estava falando de relacionamento homem-mulher???
Hahahahahahahahahahaha...te peguei!
Não, estava falando de bandas!
De meu amor por música e por essas bandas específicas!
Com certeza um enorme caso de amor!
Ah, mas eu acredito também que se possa amar mais de uma vez, no tocante a relacionamento humano! 
Como na música!
Podemos amar mais vezes, e podemos enjoar também!
Como na música!
Entendo que em relação a amar, não devemos confundir princípios morais, religiosos com a capacidade do ser humano de amar!
Há religiões que permitem a bigamia, a poligamia, etc.
E que casar, amar mais de uma pessoa não é punido e nem reprovável.
Com certeza, pode ser um princípio seu e você acredite que não possa amar mais de uma vez! E muito menos ao mesmo tempo!
Mas entendo que não devemos julgar!
E você?
O que acha? Só se ama uma vez? Será?
Ou amor eterno é só tema de poetas?

- Mauricio Franchi -