Loading...

sexta-feira, 3 de janeiro de 2014

Falando de uma sexualidade madura, de charme e sensualidade!



Para começar o ano, resolvi escrever sobre um assunto que considero importante.
Também é complexo, pois ainda temos em volta do tema toda uma aura de mitos, lendas, medos e tabus! Infelizmente!

Quero falar sobre uma sexualidade madura! 
Assumida! 
Responsável!
E inteligente!


A humanidade evoluiu muito em vários sentidos!
No quesito longevidade e saúde por exemplo.

Quando eu era criança, me lembro que víamos uma pessoa com 40 anos e as achávamos "velhas".

E isso mudou totalmente hoje!

Hoje podemos ver mulheres lindíssimas, charmosíssimas com 50, 60, 70 e até 80 anos! 
Olhem esses exemplos de mulheres maravilhosas, glamourosas, charmosas e sensuais: Helen Mirren e Mery Streep: 


Ou seja, não só mulheres jovens que são bonitas, charmosas e sexy!
Outra mudança bacana de paradigma é a inclusão pela mídia da mulher "cheinha", "plus-size", a popular “gordinha”, como exemplos de mulheres bonitas. 


Qual a mudança?

Ao meu ver, passamos a entender que o que faz uma mulher ser sexy, sensual, charmosa não é exatamente o "shape" dela, a forma exatamente!

Mudou o conceito!

Sim, pois podemos ter uma moça novinha, magra, mas sem graça! Sem charme! Nada sexy!


Por aí vemos a importância da maturidade nesse novo conceito!

Maturidade não quer dizer somente avanço na idade!

Há mulheres maduras com 18 anos!


Há mulheres com 60 anos que não são maduras!


Porque ainda carregam os medos, tabus de uma era antiga!

Ter maturidade sexual tem muito a ver também com se conhecer, e com coragem de se assumir o que é! 

O que se sente! 
O que gosta e o que não gosta!
Maturidade em entender que amor é uma coisa e sexo é outra!
E vice versa! Totalmente diferentes!
Podem até ser bons juntos! (claro que sim!)
Mas são independentes!
Se você liga exclusivamente o "sexo bom" ao amor, ao compromisso, desculpe, em algum momento da sua história você ainda não amadureceu para entender isso!

Eu me lembro de sair com meu filho em determinada época, num shopping center e percebi que nosso conceito de beleza e charme eram totalmente diversos!
Ele, todo magrinho, jovem, novinho, só achava bonita as moças bem jovens, magras, barriga negativa...
E eu achava estranho se eu via uma mulher mais velha que para mim era bonita e mostrava a ele, ele não conseguia ver essa beleza! Não via o charme!
Não conseguia perceber a sensualidade!
Por causa da barreira preconceituosa em relação à idade!
Ele não conseguia achar uma mulher de por exemplo 30 anos bonita!
Só as de 18 anos!
Me pergunto, será que ele (e muitos jovens com essa visão, com essa cabeça) não conseguem enxergar beleza, sedução, charme, sensualidade numa mulher mais madura?
Não conseguem, ou não querem?
Olhem essa mulher, Rachel Welch! 
Atriz, fez muito sucesso nos anos 70, foi Bond Girl e hoje está com 73 anos!
É ou não uma mulher linda? Charmosa? Sensual? Ainda!!!!!!!



Portanto, se você, seja homem ou mulher, se apega a modelos, sinto muito, possivelmente pode perder de viver lindas situações! 

Deixará de conhecer ou até de se envolver com pessoas cultas, inteligentes, sensíveis, charmosas, sexy, maduras sexualmente, intensas sexualmente, por preconceito!

Por acreditar que beleza se prende a um só conceito!

Há homens maduros jovens e homens mais velhos imaturos!

Há mulheres maduras jovens e mulheres mais velhas imaturas!

Charme e sensualidade não estão exatamente na beleza! Nem na forma!
Aliás, quem dita o que é ou não bonito?
Não tem a máxima? "Quem ama o feio, bonito lhe parece!"
A mulher quando é sexy, charmosa, sensual é assim seja saindo do banho, seja lavando a louça, seja lavando a calçada!
Pois isso está na alma, não no corpo!
Uma mulher pode se arrumar para uma festa, se maquiar, produzir toda e ser totalmente sem graça! Sem charme!

Se você escolhe demais em função de uma forma física, de beleza, de idade, etc, etc...pode estar se furtando de ter experiências ótimas, intensas, profundas e sensíveis!

Pois cada pessoa é diferente!

Cada uma tem sua beleza, seu charme!

E mais, precisa acreditar nessa beleza!


A mulher linda que não acredita na beleza dela, que se acha gorda, a mulher que não se sente bem consigo mesma, o que acontece? Pode não relaxar, pode não se permitir ser desejada, nem sentir prazer!
Com vergonha, medo de si, medo de ser reprovada!

Desse jeito, a mulher pode até adquirir bloqueios, medos, fobias... e não se permitir sentir prazer!

É um assunto sério!

Portanto as mulheres principalmente precisam deixar de ser tão cobradoras com elas mesmas!

De serem cruéis em relação elas mesmas!

Homem de verdade nem liga se tem estrias, se tem celulite, se tem seio caído... não é isso que faz a mulher deixar de ser sexy, sensual, charmosa!

Ademais, que mulher não tem estrias, celulite?
Até modelos magras tem!
Charme e sensualidade são coisas de pele, da alma!
Está na coragem de ousar, de sentir, de se libertar de modelos! Na coragem de ser!
Isso é ser maduro sexualmente!
Saber do seu verdadeiro poder, do seu "sex appeal", sem ligar para opinião alheia!
Desejo que todos se permitam experimentar com maturidade sua sexualidade e que descubram que charme e sensualidade estão muito mais na atitude do que na forma física!
A beleza é importante, mas está nos olhos de quem a vê, a sente!
Viva a sensualidade e a sexualidade madura e responsável!
Abaixo o preconceito!

Descubra outros padrões de beleza!

Descubra a sua beleza (e acredite nela).

Se permita se sentir bonito ou bonita!

Que possamos nos livrar dessa "tirania" imposta por uma certa mídia (mormente a da moda, fitness, etc) de que só pessoas magras são bonitas!

E sadias!

E felizes!
Será?????


Nos vendem um padrão de beleza que não é real!
Que não é acessível à mulher normal, à dona de casa, à mulher que não pode passar o dia inteiro malhando na academia, indo a "Spas", tratamentos diversos de belezas, lipos, etc, etc.
Essa beleza estereotipada, que faz com que as atrizes hoje tenham a mesma cara, com aquele "beiço" de pato (por causa dos botox) de narizinho fino e empinado tipo Michael Jackson, de pernas e bundas masculinizadas (ou por excesso de treino, hormônios ou implantes...ou tudo junto).
Essa é a beleza???
Ou a beleza de modelos de passarelas anoréxicas (que antes do desfile vomitam as tripas? Para se manter no peso?)
Não...prefiro a mulher real!
Acessível!
Verdadeira!
E que é madura e assumida na sua sexualidade!
Que sabe conquistar seu homem pela sua sensibilidade, inteligência, charme, e sensualidade!
Essa mulher real, verdadeira, assumida, é aquela que se libertou dos grilhões dessa ditadura cruel das revistas, da tv e do cinema!
Essa mulher real, que admiro!

- Mauricio Franchi - 






16 comentários:

  1. Como sempre um texto inteligente e perfeito ! Concordo plenamente Mau ! Sensualidade vem de dentro, e se você tenta forçá-la, consegue no máximo uma vulgaridade ! Beijos meu querido ! :)

    ResponderExcluir
  2. Meu amigo Mauricio, adorei o texto. Ele enfoca sob as diversas óticas os padrões ditados há anos em nossa sociedade não só a ditadura da beleza que se acha perfeita em padrões que a mulher brasileira não se encaixa, afinal o padrão mignon europeu difere de nossos corpos mais cheinhos de bumbum grande e coxa grossa. A aceitação dos padrões não é mera e simplesmente uma questão de amadurecimento, mas de aceitação de como vc realmente é...perfeito sincronismo! Parabéns!!!

    ResponderExcluir
  3. obrigada querido Maurício pelo lindo texto, com palavras muito inspiradoras, adorei, beijos da prima Emília.

    ResponderExcluir
  4. ja disse isso mas vou dizer novamente SOU SUA FÃ, ADOREI, grande beijo

    Gi Martins

    ResponderExcluir
  5. Como sempre e inteligentemente, vc abordou o assunto na sua totalidade, cercando todas as vertentes desse assunto... para mim, a nossa sensualidade, sexualidade. está inteiramente ligada à nossa alma. Nós somos o q nossa alma é, nós somos o q o nosso ser vivenciou, portanto, carregamos para nossa vida sexual, nossa vida amorosa, enfim, carregamos em tudo, aquilo que somos... é necessário vivenciar tudo em nossa vida, com a maturidade, com as vivências da nossa alma. Ser feliz é uma busca constante nossa, na nossa vida sexual tb. Cabe a nós, ter a liberdade e a capacidade de expressar nossos desejos, nossos prazeres, na troca, na busca da realização, inclusive sexual. Basta, pra isso, sem hipocrisia, assumir o q gostamos, o q admiramos, o q queremos. E como tudo vem da nossa alma, o corpo, muito pouco tem a ver com o desejo, ou com a beleza. Há tanta gente bela que não nos transmite nada e as vezes, aquele q está fora dos padrões, pode nos propiciar uma vivência mais rica, em todos os sentidos. Adorei, como sempre! É preciso sensibilidade e isso vc tem de sobra... bjos

    ResponderExcluir
  6. Mau, gostei da abordagem do tema e ai tu encaixou também a questão "beleza".
    Meu ponto de vista, todos compramos pessoas pela sua imagem, tu pode não ser perfeito mas se for horrível e desleixado de imediato irá gerar repulsa, isso é da natureza, sempre buscamos como animais, o que nos parece melhor de padrão de beleza/saúde. Partindo desse ponto, cada um tem características que pessoalmente aprecia mais ou não.
    Sou a favor dos corpos normais, de homens e mulheres, não admiro homens super sarados, na verdade detesto, mulheres menos ainda... Mas adoraria ter um corpo de uma venus de milo, o que não me corresponde por hora, e meu grau de exigência é enorme. A beleza também não deve ser tomada como futilidade, esse pensamento em si é fútil e bem hipócrita. Vinícius de Moraes disse: Me desculpem as feias, mas beleza é fundamental. Algumas mais belas outras menos de diferentes formas, você vê mulheres lindas que passam despercebido por não se cuidarem, outras em processo profundamente destrutivo, meu caso por sinal, e outras que parecem lindas, tiram a roupa lavam o rosto e se transformam... É um tema delicado, mas verdade seja dita, é importante sim se cuidar, e a vaidade é um belo pecado capital e parte natural da mulher, não existe feminilidade sem vaidade e essas mulheres de revista fazem um esforço gigante em sua maioria pra exibirem esses corpos lindos (não as raquíticas), isso é algo que tem seu valor e é um sacrifício permanente que muitos não estão dispostos a fazer e por inveja acabam banalizando esse sacrifício e menosprezando a mulher que pode haver dentro daquela beldade. Atenção! Até porque, mulher inteligente se ama e se cuida, por questão de saúde e de estética isso, se descobre em níveis maiores de maturidade, e ainda que você descubra, pode demorar muito para assimilar e viver o aprendido, meu caso. Beleza é um valor importante para todo ser humano sem exceção, podem haver pequenas diferenças mas há muitas similaridades, não podemos dizer o mesmo de tantas outras qualidades louváveis, logo, não neguemos sua importância, pois infelizmente muitas usam isso como muleta para sua auto indulgencias, hmmmm. Incrível a que nível trabalha nosso inconsciente não? Então vamos pensar bem antes de usar um discurso dito pela sociedade e refletir dentro de nós até onde é ou não é. E todo esse papo não me faz discordar de forma alguma sobre a beleza de mulheres maduras por exemplo. E sobre a sua pergunta, existem diferentes tipos de inteligência, de que adianta ter uma mulher genial em cultura e conhecimentos e uma porta em inteligência emocional, ou inteligência prática hmmm....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito bom seu ponto de vista... bem realista...sai das 4 paredes. Curti.

      Excluir
  7. Outro ponto interessante, sobre sexualidade, o grau de exigência pessoal com o estético é totalmente diferente do grau de inibição na relação.
    Dou-me como exemplo embora deteste compartilhar detalhes da minha vida íntima mas sou a favor da troca de informação de forma geral, assim sendo, estou mais para uma atrevida exibicionista que para uma recatada, e "estou" uma mulher bem acima do peso, apesar disso, tenho conhecidas de corpos lindos que se podem ficam semi vestidas, com luz apagada, cheias de não me toques... Todos temos coisas que gostamos ou não no nosso físico, a questão é que sexo é algo pra ser divertido, prazeroso, solto e bacana, então toda essa vigilância é bobagem, até porque os homens que "sim" reparam em detalhes costumam ser muito egoístas para se preocupar em ver isso no sexo e querem mais é saber do seu prazer pessoal e o da parceira mais por uma questão de ego que de cumplicidade. Há homens que são bacanas mas que seu nível de crítica como um todo, afeta a parte sexual afetiva de forma tão absurda que pode minar o impulso natural do parceiro/a na busca do prazer de ambos.
    Ai foi citado outra coisa bacana que defendi em um trabalho de filosofia aos 17 pelo qual quase fui massacrada pelas colegas, SEXO E AMOR NÃO ANDAM JUNTOS! Embora o amor entre parceiros precise de sexo, o sexo não depende em nada do amor, hmmm, pense bem nisso. Isso significa que você pode transar com todo mundo e ser uma piranha? SIM, mas não será uma piranha, usei o termo que muitos usariam, mas é apenas uma mulher vivendo assumidamente sua sexualidade e isso só desrespeita a ela e mais ninguém, aliás eu aplaudo porque pessoalmente gostaria de ser assim mas não sou. Sou frígida por isso? Não, apenas vivo minha sexualidade de outra forma, o que estimula cada um varia amplamente assim como o que desestimula. O sexo para cada um é diferente, o que se faz, o que vale, o que pode ou não e a quem por certos limites ou não, tudo muito pessoal e pode ser amplamente debatido. A questão é que temos que nos permitir falar do tema abertamente, de forma séria mas não pesada, temos que assumir o que somos, o que queremos, os desejos, impulsos, fantasias, fetiches e curiosidades pessoais de cada um, ou pode esperar uma amargurada e insatisfeita vida, é verdade, doa a quem doer, o sexo é fundamental para a felicidade.
    E infelizmente, o machismo ainda é enorme... Com amigos outro dia ouvi a seguinte tentativa de zoação: - Drica assume logo que você quer transar com fulano porque tu curte uma piroca. Cara, meu deus! É óbvio que se sou hétero eu curto, o que não significa que eu queira a de todo mundo, mas se quiser, qual o problema? Óbvio que a resposta sagaz é algo particular da minha personalidade polêmica, mas a verdade é que muito tabu é dado pelo machismo. Deprimente.

    Desculpem se em empolgo, mas adoro o tema e juro que se eu tivesse que fazer outra carreira, seria sexóloga! hahahaha.

    ResponderExcluir
  8. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  9. Amei o texto! Reflete bem a situação atual, onde o narcisismo tornou-se norma dentro deste louco mundo consumista, onde a mídia (status quo) dita seus conceitos e a gente aceita pois não estamos habituados a questionar nada, desde que exista uma forma mágica de sermos aceitos a qualquer preço, nem que para isso precisemos vender a alma ao diabo. Sim, nosso grande e básico anseio humano é o amor, vindo com o reconhecimento e a aceitação de quem somos. Infelizmente a crença é de que para ser aceito você tem que ser normal, igual, padronizado de acordo com o que está no BBB, na Cláudia, Pânico, Ratinho, Veja, hollywood, enfim....E isto está totalmente errado, sabe porquê? Porque a gente fica babando de admiração quando vê uma personalidade polêmica, autêntica, louca, franca, diferente, inusitada, despreocupada, sonhando em ter aquela atitude, sonhando em apenas viver, sem precisar agradar ninguém, apenas a si mesma. E sensualidade e sexualidade está realmente na alma, na energia, no toque, no calor, na alegria, no sentir tudo isso, de preferência de olhos bem fechados, pois o mundo também está muito visual, e com certeza, a beleza está no sentir, muito mais no cheiro, no toque, na energia, no som de uma risada, no gemido de prazer do que em qualquer outra coisa. Beijos!

    ResponderExcluir
  10. Olá, Mauricio! Adorei o texto. Adorei pois me vi em seu lugar porém em outro ângulo por assim dizer, digo, sou visto com estranheza quando digo que gosto de homens maduros - nem tanto falar que sou gay choca uma pessoa, basta falar que gosto de "quarentões" e a conversa muda totalmente!. Gosto exatamente do conteúdo que uma pessoa madura carrega, o papo é diferente, a pegada é diferente, é tudo diferente! E digo com propriedade - alguns maduros com quem me relacionei "dá um banho" em muito garoto por aí (seja na paquera, na conversa ou na cama mesmo!).
    Grande abraço e mais uma vez ótimo texto!

    ResponderExcluir
  11. Muito bom o seu texto, Mauricio!
    O conceito de beleza está bastante deturpado. Acho que de uns anos pra cá, melhoramos em algumas coisas e pioramos em outras (digo como sociedade mesmo). Beeem antigamente, na época dos nossos bisavós e tataravós, as mulheres gordinhas eram consideradas as melhores, pois eram saudáveis e preenchiam a cama. Já li sobre isso.
    Depois as magras e perfeitas eram referência. Aquelas anoréxicas, sem estrias e celulites, porém, com os ossos pra fora. Com tantas mortes, desnutrição e absurdos, isso foi enfraquecendo. Hoje em dia temos sim a seleção de mulheres bonitas de acordo com um padrão, mas percebo que as gordinhas não são julgadas como há anos atrás. Existe muito incentivo pra que elas sejam saudáveis, façam exercícios, se amem mais. Assim como as magrelas também não estão com essa bola toda, afinal, quem gosta de apertar osso? Quem gosta de coxas finas e costelas à mostra? O ideal é que tenha um equilíbrio. Nem muito, nem pouco. Mas o principal de tudo isso é o menos comentado na mídia: a saúde dessas pessoas. O mais importante é que as pessoas se cuidem, não façam dietas malucas, nem saiam comendo o que vier à cabeça.
    Sou a favor de certas plásticas, caso isso influencie negativamente na auto estima da pessoa. Nariz grande, boca torta, seios grandes ou pequenos demais, orelhas de abano, olhos caídos. Isso a pessoa tem que mudar mesmo! Mas fazer plásticas malucas, encher a cara de botox pra que não haja uma marquinha de expressão, não é nada saudável!

    ResponderExcluir
  12. Sabe amigo, cada uma tem sua beleza em cada fase de sua vida. Essa beleza é construída de acordo com sua jornada de vida. Há sim muitas que pensam que a beleza é só externa e não se preocupam em ser mais que isso, por uma questão financeira levam até as últimas consequências para manter sua beleza. Por conta disso criam-se situações patológicas que não tratadas podem tornar-se fatal. Portanto, cada mulher tem sua beleza e basta reconhecer isso, pois quando ela assume sua beleza, ela pode ser gorda, magra, alta, baixa, ela sempre será bela. E isso só se consegue, quando se conhece, se valoriza, e acima de tudo se respeita. A sensualidade e a sexualidade vem naturalmente.

    ResponderExcluir
  13. Mauricio Parabéns lindo texto, gratificante inteligente , lindo de viver, o que dizer , tenho certeza que escolhi ler um blog com texto a altura, e surpreendente ,com o mais verdadeiro teor que posso dizer, Viva as mulheres inteligente sensuais com seu chame próprio em todos os sentidos porque tudo é o belo na sua individualidade. E viva as mulheres os homens e porque os vocês também, época das cavernas já passou . Vamos viver intensamente tudo com amor respeito e muito amor sensualidade amorosamente sexualmente e respeitosamente. Parabéns adorei ♥

    ResponderExcluir